Being Êrica

Amoor.co: nasce um novo projeto para falar de amor

29 de novembro de 2018

Hoje vim falar de amor. Aliás, não é de qualquer amor. É do meu amor mais recente, filho de amores antigos que tenho. Sempre fui apaixonada por ler e ouvir histórias. De todos os tipos. A partir daí, me apaixonei por escrever e sonhei anos a fio com o meu primeiro livro. Foram esses amores que me fizeram parar nas cadeiras do curso de jornalismo e lá o amor por comunicar passou a transbordar. Se o jornalismo literário vem caindo em desuso, com o fim das crônicas em jornais impressos, sou eu quem quero trazê-lo de volta a vida. E foi o que fiz. Escrevi meu primeiro livro aos 20 anos, com crônicas derivadas de histórias reais. A partir daí, dia 28 de novembro de 2018, parimos a Amoor.co. E apesar de ser um parto, não foi uma gestação prolongada. 

A amoor é a filha mais planejada e que chegou em um estalo. Tudo que bastava para seu nascimento era achar a pessoa certa para dividir esse projeto comigo e a encontrei há pouco. A designer Roberta Cruz é minha mais nova sócia e parceira de ideias malucas. Em menos de um mês, ela soube dos meus planos e topou ser a mãe desse projeto ao meu lado e cá estamos nós, falando de amor!

Escuto histórias de amor: o início

Talvez eu tenha dado um nó na sua cabeça. Principalmente se você é uma das leitoras mais novas por aqui e não chegou a conhecer o Escuto Histórias de Amor na época que ele rolou. Mas, vou te fazer um resumão, beleza? Em 2016, na época que eu estava planejando meu pré-projeto de TCC, fui convidada pelo meu professor (e assessor do shopping na época) para tocar um projeto que ele tinha idealizado. Fiz uma intervenção urbana no Porto Velho Shopping, onde ficava sentada ao lado de uma placa escrito “Escuto Histórias de Amor”. Foram duas semanas ouvindo histórias, ao todo ouvi 90 e escolhi as 15 que mais me marcaram, transformei em crônicas e compilei em um livro.

Defendi o TCC, entreguei o produto junto com o material teórico que usei para embasar o projeto e, no fim das contas, o Escuto Histórias de Amor me rendeu, além do meu primeiro livro, um prêmio em Jornalismo Literário, na Intercom Norte 2017. Se você quer entender melhor como esse trabalho aconteceu, clica aqui e aqui também, para saber tudo!

Amoor.co: do que se trata? 

Bom, como falei lá no comecinho, eu e a Roberta nos unimos para criar uma continuação para esse projeto lindo. <3 Agora, reabrimos a temporada de escutar histórias de amor, mas com um intuito maior. O objetivo da amoor.co é criar livros com as mais diversas histórias de amor e espalhar para as pessoas o desejo de amar, afinal todos podemos ter uma história digna da 6ª arte. O maior desejo é estar presente na vida das pessoas e ao lado dos amores do começo ao fim e registrar todas as histórias que surgirem ao longo das trajetórias. Além disso, nossa intenção é estar ao lado de cada um, do começo ao fim da vida. Desde o nascimento, passando pelo amor por seu primeiro pet, amor entre amigos, a história da sua família, a formatura, a criação do seu primeiro projeto, seu casamento e o nascimento dos filhos. E assim, o ciclo recomeçará. 

Como faço para ter meu livro?

Não há mistério, basta entrar em contato com a gente. Estamos no instagram, no Pinterest e também temos o e-mail amoorconfabulario@gmail.com! Assim, marcaremos uma data e um horário para ouvir a sua história de amor. Caso seja da mesma cidade que alguma de nós, Porto Velho ou São Paulo, ouviremos pessoalmente. Caso seja de qualquer outra cidade, nossa conversa será por uma chamada de vídeo. Dessa forma podemos ter uma conversa franca e conhecermos todos os detalhes da história que você quer nos contar. Depois disso, confeccionaremos o seu livro e te enviaremos numa caixa muito amor, feita pela Madmod. É importante ressaltar, que a gente não quer entregar apenas um livro.

Nos, da amoor.co, queremos tornar todo esse processo uma experiência maravilhosa para vocês. Por isso, teremos todo o cuidado do inicio ao fim. Desde o processo de ouvir as histórias até a entregada do produto! E, por enquanto, é tudo o que eu posso contar! Em breve trago novidades sobre o projeto, mas segue a gente no instagram para receber tudo em primeira mão, beleza?

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: