Check-in

Roteiro: 4 dicas para estruturar a sua viagem da melhor forma

1 de dezembro de 2019

Viajar é a melhor coisa do mundo, na minha opinião. Conhecer novos lugares, culturas, dar um tempo na própria rotina… Enfim, são benefícios demais para enumerar aqui. Mas, nem todo mundo tem tempo, paciência ou prática para montar um bom roteiro de viagem. E, talvez você caia no erro de só ir em lugares que estão na lista de principais pontos turísticos daquela determinada cidade e não fique tão feliz com o que vai encontrar. Por que, sejamos sinceros, como cada pessoa tem um gosto diferente, se diverte de formas diferentes, é muito difícil criar uma receita para o roteiro dos sonhos. Claro que tem os pontos chaves de cada cidade, como a torre lá em Paris, que você não vai deixar de ir. Mas, talvez você queira conhecer mais coisas do que só pontos turísticos.

Então, escolheu o destino, marcou as datas e só falta o roteiro? Bora!

O que você gosta e quanto tempo você tem

Como disse, cada um tem um gosto. Tem gente que adora ir em lugares com belezas naturais, mas tem gente que morre de medo de fazer uma trilha. Também tem quem prefere baladas e festas, enquanto tem quem prefira passeios mais tranquilos e familiares. Além disso, também depende do tipo de viagem que você vai fazer. Se é sozinha ou com a família, se é a passeio ou a trabalho. Por que, por exemplo, se você vai a trabalho, seu tempo para turistar é mais limitado, você não vai querer encher a cara na balada a noite e perder a hora da reunião importante no dia seguinte, e várias outras situações. Então, antes de começar a sua busca por lugares, entenda 3 coisas: o propósito da viagem, quanto tempo você terá para turistar e o que você gosta de fazer.  

Pesquisar, pesquisar, pesquisar

Esse é o ponto chave. Pesquise bastante sobre cada lugarzinho que você pretende conhecer. Como faz para chegar, se tem formas mais baratas de ir até lá (se você pretende economizar, é claro). Pausa para o exemplo: tem uma história de um taxista que quis enganar eu e minha mãe, a caminho de Holambra, clica aqui para entender. Pesquise também se alguns pontos que você quer conhecer são próximos e você pode pegar rotas mais acessíveis. Pesquise tudo o que você gostaria de fazer, de acordo com os seus gostos, e vá anotando. Não esqueça de pesquisar horários e dias de funcionamento dos lugares que gostaria de visitar. Em Curitiba, por exemplo, alguns dos pontos turísticos não abrem na segunda ou que precisam de cadastro, como o Museu do Holocausto! Depois, distribuir os passeios no seu tempo livre, vai ser bem mais fácil.

Equilíbrio é tudo

Vai viajar na companhia de alguém? Então, a dica é equilibrar os gostos. Afinal, pode ser que você prefira passeios diurnos e a sua companhia prefira passeios noturnos. Tem gente que é mais natureza e tem gente que é mais urbano. Independente de quem seja a sua companhia, a grande chave para fazer a viagem dar certo é: abrir mão! Parece muito com dicas para fazer um relacionamento dar certo, mas se você vai ficar dicas convivendo exclusivante com aquela pessoa e, provavelmente dividindo quarto de hotel, ter um roteiro que agrade as duas (ou mais) pessoas é fundamental. 

Vai dar tempo?

Já pensou em tudo o que quer fazer, anotou os endereços, já listou o que fica perto do que e as melhores formas de chegar? Equilibrou as vontades com os seus parceiros de viagem? Bom, agora falta você saber se vai dar tempo! Mas, calma. Não precisa tirar nada da sua lista. Para isso, tenho 2 dicas: 1- No seu roteiro, destaque os passeios que são prioridade. Assim, fica mais fácil se você precisar riscar algo por falta de tempo. Se for viajar acompanhado, faça essa lista de prioridades junto com os parceiros de viagem. 2- Não deixe para amanhã o que você pode conhecer hoje. Eu, particularmente, quando viajo, quero aproveitar cada segundo que eu puder. Afinal, tenho poucos dias para conhecer o lugar, né? Então, deixa para dormir mais quando voltar para casa e não perde a oportunidade de conhecer nada.  

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: