Dois Quartos

Sobre sermos humanos e sermos mutáveis

13 de novembro de 2019

palavra change escrita com luzes neon na cor laranja

Depois que vocês cresceram, vocês pararam pra pensar no quanto vocês mudaram? As coisas que vocês curtiam antes e agora pensam: “que porra eu tava fazendo?”. Uma banda, uma música, um estilo, uma pessoa…

E o contrário? Já pensaram nas coisas que antes vocês não suportavam e agora amam? Pensaram “como eu não gostava disso antes e perdi tanto tempo não gostando”. Tipo, brócolis <3. Ou uma banda, uma música, um estilo…uma pessoa…

Continue Reading

Easy & Chic

Vestido: peça única e independente

10 de novembro de 2019

O Verão 2020 está batendo na nossa porta e não podemos deixar de fora esse hit contagiante que vai do clima quente ao mais fresquinho sem exageros. Afinal, vestido e verão não começam com as duas primeiras letras a toa. Easy & chic, versátil e adequado à todas as ocasiões. Assim tu já pensou como tem vestido para toda e qualquer ocasião maravilhosa da sua vida? Como não enaltecer uma peça tão única e independente? 

Primeiramente, já aviso que hoje eu preparei uma seleção bafônica com as tendências queridinhas para ganhar o seu coração e o seu corpão no verão’20. Bora lá se apaixonar?

Feshow! Bora!

Continue Reading

Patrinando

Dê tempo ao tempo: não apresse!

22 de outubro de 2019

Uma reclamação muito comum de fãs de todos os gêneros musicais é sobre a “demora” dos artistas para lançar singles e álbuns novos. Arctic Monkeys, Rihanna, Lady Gaga, seja quem for: todos já foram alvos de questionamentos sobre isso. Às vezes, nem é um período tão grande de tempo, mas sempre tem uns chatos reclamando.

Continue Reading

Dois Quartos

Sobre experiências malucas e desafiadoras – Parte 1

16 de outubro de 2019

tela com códigos de programação sobre experiências malucas desafiadoras programação

E aí, rapeize? Comé que cêis tão? Eu, fui me meter com programação. Aham, aquelas de computador e códigos mesmo. Eu, formada em Cinema, roteirista, escritora e blablabla, resolvi me meter com isso. Então, vamos falar sobre uma das experências mais doidas que eu já vivi.

Mas, primeiro, quero falar que eu tô cansada. Não da vida e nem nada (se você estiver, converse com alguém, ligue pro CVV – Centro de Valorização a Vida 188, se necessário, e troque uma ideia com a galera lá. Você não precisa passar por isso sozinhx). Não, eu tô cansada fisicamente mesmo. Por estar dormindo menos do que cinco horas por noite, por não ter tempo de lavar meu cabelo e tirar o esmalte descascado, por não ter um dia de descanso sequer nas próximas três semanas e por ter que escrever esse texto no metrô de São Paulo. O qual estou estrategicamente posicionada perto da porta e devidamente espremida nesse exato momento que vos escrevo, às 8h37 da manhã de uma segunda-feira.

“Mas, Helena” – você me pergunta – “Que diabos a senhora está fazendo?”. E eu te respondo que estou participando de uma das experiências mais malucas e desafiadoras da minha vida. Estou programando.

Continue Reading

Patrinando

Faça arte

8 de outubro de 2019

O sentimento de nostalgia me invade quando ouço algumas músicas ou assisto alguns shows. Me lembro de ficar acordada na madrugada vendo vários acústicos na MTV: Cássia Eller, Titãs, Ira!, Paulinho da Viola, Nirvana. Além disso, a emissora costumava passar shows históricos, como o do Queen no Wembley em 1986. Vi tanto que poderia assumir tranquilamente o lugar do Adam Lambert na banda, caso eu soubesse cantar. Sinto várias coisas até hoje quando revejo tudo isso. E isso me faz lembrar porque amo arte.

Continue Reading

Dois Quartos

Vamos falar sobre orgulho

25 de setembro de 2019

Ah o orgulho…Aquele negocinho que pode fazer a gente transbordar de alegria ou fazer a gente transbordar frustração. Que nos impede, muitas vezes, de fazermos aquilo que realmente queremos, mas também pode nos impedir de fazer muita bosta. Então, vem cá. Vamos falar sobre orgulho.

Continue Reading

Patrinando

Informação em excesso

24 de setembro de 2019

Minha música favorita do Caetano Veloso sempre foi “Alegria, Alegria”. Sim, é aquela do ”Caminhando contra o vento/ sem lenço e sem documento”. Tem um trecho da música que diz ”O sol nas bancas de revista/ me enche de alegria e preguiça/ quem lê tanta notícia…”. Quando estava no ensino médio, um professor de história explicou que era uma crítica ao excesso de informação veiculado em 1968. Na época, os jornais e revistas impressos, rádio e a televisão eram os veículos de comunicação dominantes.

Continue Reading

Se Organiza

Reorganizando minha vida: eu já tive algum controle aqui

12 de setembro de 2019

Quem vive travando guerra com a ansiedade aí levanta a mão! Essa danada tem um poder tão grande sobre mim, que por mais que eu tente ser muito organizada, vira e mexe algo sai do controle. Como já contei em alguns posts por aqui, sai do emprego de carteira assinada ano passado e passei a empreender. Que, por si só, já é loucura o suficiente. A gente tá sempre em busca de melhorar e de não deixar a peteca cair. Ou seja, projetos paralelos e até as atividades do dia a dia, passam a se acumular e a gente fica maluca mesmo. Mas, em meio ao sufoco e a ansiedade, a gente sempre encontra uma solução. O jeito é respirar fundo e ir reorganizando as coisas! É exatamente o que eu tenho tentado fazer.

Continue Reading

Patrinando

Deixa de ser fã

10 de setembro de 2019

É um título estranho para quem já falou aqui mesmo que é fã de alguns artistas. Mas este post não é para atacar os fanboys e nem as fangirls, relaxe. É apenas sobre um incômodo meu desde a primeira vez que me considerei fã de alguém. A palavra fã passa a ideia de fanático ou obcecado. Um bando (ou manada, dependendo do caso) de fãs vira um fandom. E um fandom incomoda muita gente já que multidões costumam ser irracionais e completamente guiadas por emoções extremas. Com certeza já viu alguma briga ridícula entre fandoms em redes sociais que confirmam a frase anterior.

Continue Reading