Da página ao play

O pequeno príncipe: adaptação tão linda quanto o livro

4 de dezembro de 2018

Meu pai costumava dizer que O pequeno príncipe é um livro para ser lido aos 10 anos, depois aos 20, aos 30 e assim por diante. Por que, segundo ele, cada vez que você o lê, extrai novos aprendizados. Tanto que eu ainda era bem pequena, quando ele comprou um exemplar e fez eu e minha irmã lermos. E é, até hoje, um dos livros mais bonitos que já li. O pequeno príncipe narra a história de um principezinho que está viajando por aí e acaba se perdendo no deserto. Lá, ele encontra um piloto, que está preso por que seu avião quebrou. Em dias de convivência, o piloto e autor do livro, vai conhecendo um pouco mais sobre a história do garoto e todas as lições que ele tem para ensinar.  

É um livro rápido de ser lido, com bastante ilustrações e com um ar de história para crianças. Mas, suas mensagens são profundas e chegam a ser ensinamentos para a vida toda. Portanto, é um grande clássico e leitura obrigatória antes de morrer. Dessa forma, já foi adaptado para o cinema algumas vezes. Uma delas era até um musical, mas nada que chegasse aos pés da obra original. Até por que, adaptar um clássico, não é uma tarefa fácil. Por isso, a adaptação de 2015 funcionou tão bem. Já que cria um novo contexto baseado em cima da trama, ao invés de tentar copiar passo a passo. 

A nova trama

Na adaptação de 2015, conhecemos A pequena garota, que vive uma constante pressão. Sua mãe é obcecada com a ideia dela entrar em uma escola melhor e a treina diariamente para isso. Ela tem uma larga lista de afazeres focados em um futuro melhor. O que significa que ela não tem nenhum tempo livre para brincar, conversar com outras pessoas ou, simplesmente, ser uma criança normal. Porém, ao conhecer seu vizinho, o excêntrico aviador, a pequena garota abrirá sua mente para um mundo novo. O aviador lhe conta histórias e ensina lições que aprendeu com um pequeno príncipe, que conheceu quando seu avião quebrou no deserto. 

Conseguiu pegar a referência? Então… O filme O pequeno príncipe é uma animação que funciona muito mais como um tributo inteligente e delicado, do que como uma adaptação fiel ao livro. Mas, além das lições originais, temos novas, a partir da história da pequena garota. E, é claro, da amizade que ela desenvolve com o aviador. A diferença de idade entre eles é bem grande, mas isso só torna a trama ainda mais envolvente. 

E agora, qual escolher?

Dica do dia, leia o livro primeiro. Se você ainda não o leu, esse é o melhor caminho para se deixar envolver na trama. Quanto ao filme de animação, é tão válido quanto o livro e serve bem como um complemento. Inclusive, depois do sucesso do filme, chegaram a lançar um livro com o roteiro. Mas aí já achei que forçaram um pouco a barra. Então, vale optar por ler o livro original e em seguida ver o filme, sem necessidade de ler o livro com o roteiro. Aliás, vale ressaltar, que o filme serve como uma ótima alternativa para introduzir para as crianças o mundo do pequeno príncipe. Dali elas já podem começar a pegar um pouco do contexto original e aprender um pouco das lições da trama. E, futuramente, acabarem se interessando por ler o livro!

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: