Popcorn

Doctor Foster: uma história de traição nunca foi tão profunda

4 de janeiro de 2020

Gênero: drama;
Ano: 2015;
Roteiro: Mike Bartlett;
Direção: Bruce Goodison, Tom Vaughan (I);
Sinopse: A história acompanha a vida da Dra. Gemma Foster, uma mulher que parece ter sua vida e carreira sob controle. Até que ela começa a desconfiar que seu marido Simon a está traindo. Determinada a descobrir a verdade, ela inicia uma investigação que afeta sua vida, a de sua família e a de seus pacientes. (Filmow)

Uma história de traição nunca foi tão profunda

Eu sei, traições fazem parte da vida real e das produções cinematográficas desde que o mundo é mundo. Afinal, Capitu traiu ou não traiu Bentinho? Fica aí a reflexão. Mas, uma trama que gira em torno desse assunto, nunca foi tão envolvente e profunda quanto em Doctor Foster. Gemma é uma psicóloga que tem a vida perfeita. É linda, bem-sucedida, estilosa. Tem um marido gostosão, amigos que adoram o casal. Um filho adolescente inteligente e com uma estabilidade mental maravilhosa. A casa deles é tão perfeita quanto a vida que levam. Mas, um belo dia, Gemma escontra um fio de cabelo loiro no casaco do marido. A partir daí, é como ver ela se jogar de um precipício, caindo em câmera lenta, sem poder socorrer de forma alguma.  

Apesar de Gemma ser uma excelente psicóloga, saber como a mente funciona e como pode evitar certos surtos, ela se joga de cabeça para viver o ódio e a obsessão pelo marido. Aquela traição vai despertar o pior dela e a frase “movida com a força do ódio” nunca foi tão bem aplicada quanto aqui. O que Gemma não percebe é que as maluquices que começa a fazer só destroem cada vez mais tudo aquilo que ela construiu com tanta cautela e cuidado. Principalmente, o próprio filho. Prepare-se para se sentir profundamente angustiado e querer tacar coisas na tv, para que Gemma o escute. É de tirar o fôlego.

Em certos momentos, é desesperador assistir

Se ela gritasse, quebrasse algo ou batesse no marido traidor, talvez a raiva teria ido para o ralo com mais facilidade. Mas, a série tem uma atmosfera pacifica. É quase como quando não queremos lidar com algo e colocamos panos quentes, sabe? A coisa toda está debaixo do seu nariz e você está segurando firme para não perder o controle. Sendo assim, o ritmo da série, mesmo que cada temporada tenha poucos episódios, pode parecer um pouco lenta. Você fica naquela angustia e desespero para querer ajudar. É horrível e ao mesmo tempo muito boa e muito envolvente!

Doctor Foster é o tipo de trama que ou você ama muito ou odeia demais. Não é para trazer um tipo de conforto a quem já viveu uma traição. Pelo contrário, talvez seja um manual do que não fazer quando se encontrar desse lado da história. É um roteiro que você vai querer maratonar, berrar e implorar para que as pessoas ao seu redor assistam. Só para você ter com quem comentar a burrice toda da tal psicóloga. Está recomendadíssima! Mas, como eu disse, ou é 8 ou é 80. Ah! Ia esquecendo de uma informação muito importante: Murilo Benício comprou os direitos da série para fazer uma versão brasileira que está empacada por falta de investimentos. Estou apavorada com o que pode sair disso aí, mas ansiosa para ver.  

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: