Popcorn

The bold type: as primeiras impressões sobre a série

8 de dezembro de 2018

Categoria: Seriado;
Gênero: Comédia dramática;
Roteiro: Sarah Watson;
Sinopse: Série baseada na vida da editora da revista Cosmopolitan, Joanna Coles. Uma estagiária sonhadora que acaba de ser promovida dentro da Scarlet Magazine (uma “substituta” para a Cosmopolitan no mundo fictício da série). A série irá mostrar a relação de Jane e de vários outros funcionários com a editora-chefe. (Filmow)

Mulheres unidas, jamais serão vencidas

O primeiro episódio é tão apaixonante, que só estou fazendo as primeiras impressões por que é praticamente impossível conseguir esses episódios nessa internet de meu Deus. Mas, vamos lá! The Bold Type conta a história da editora da Cosmopolitan, Joanna Coles. E a trama começa lá no principio de sua carreira, quando deixou de ser uma estagiária para ser uma funcionária efetiva. Porém, na série, a revista ganhou o nome de Scarlet Magazine. Além da personagem principal, que na série é Jane, temos suas duas melhores amigas: Kat e Sutton. Elas formam um trio bem legal. São bem diferentes entre si, tem prioridades diferentes e também estão em momentos diferentes de suas carreiras. Mas uma está sempre ali para dar suporte para outra, que é o suficiente em uma amizade verdadeira, né?

Enquanto Jane está na fase foco total na carreira, Kat está descobrindo mais sobre sua própria personalidade e sexualidade também. E Sutton vive o conflito de pegar um dos seus chefes e estar apaixonada por ele. Elas são super unidas e sempre fazem o esforço para não julgar a migues. Outro ponto importante, né?! A série tem uma atmosfera muito gostosa de juventude. Dessa fase maluca em que damos tudo de nós em prol dos nossos sonhos. Além, é claro, de cometermos muitas burrices. As personagens são apaixonantes, por serem bem determinadas e batalhadoras. Sempre indo atras com todas as forças do que elas querem conquistar. Só essa vibe de lutar pelo que eu quero e que tudo é possível me cativou bastante. Afinal, é algo que eu e minhas amigas vivemos constantemente. 

Amor à primeira vista

Outro ponto alto, na minha opinião, é o fato da chefona não ser a megera que era a personagem da Meryl Streep em O diabo veste prada. Acredito que a gente precisa de personagens que sejam incríveis no que fazem, sem precisar ser uma vaca com as outras, sabe? Sem precisar diminuir todo mundo ao redor. A Jacqueline, que é a chefe das meninas, mantem a sua autoridade e seu respeito, sem precisar diminuir ninguém. Pelo contrário, ela apoia muito as meninas e incentiva o crescimento delas. Precisamos de mais personagens assim, ainda mais no caso entre mulheres. Personagens que incentivam o apoio e não a competição. Mas, essa é a minha impressão inicial, vamos ver como ela desenrola no decorrer da série. Tenho boas expectativas com a Jacqueline. 

Enfim, como deu para perceber, são realmente as primeiras impressões gerais. Mas, The Bold Type rouba corações de imediato, com toda a sua atmosfera de que tudo é possível. Além de ter uma trilha sensacional, clica aqui para ouvir, que completa a série perfeitamente. É isso! Espero que assistam e gostem tanto quanto eu gostei dos primeiros episódios.

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: