Popcorn

Sierra Burgess is a loser: ou você ama ou você odeia

15 de setembro de 2018

Gênero: Comédia romântica;
Ano: 2018;
Roteiro: Lindsey Beer;
Direção: Ian Samuels;
Sinopse: Sierra (Shannon Purser) é uma adolescente inteligente, mas que não se encaixa exatamente nos padrões de beleza impostos no ensino médio. Quando um incidente de confusão de identidade resulta em um romance inesperado em sua vida, ela se vê precisando se juntar a garota mais popular da escola para poder ficar com o menino que gosta. (Filmow)

Sierra Burgess está no ensino médio e todos nós que já passamos por esses anos, sabemos o quão terríveis eles podem ser. Exceto, é claro, que você seja alguém que se encaixa perfeitamente no padrão e não sentiu na pele a tristeza de ser diferente. Claro que, pelas fotos, você também consegue perceber que ela não está no padrão. Sierra é uma menina gorda, cheia de sardas, mega inteligente. E, como sempre, a premissa do bullying está ali, firme e forte. Apesar desse mega esteriótipo, Sierra é uma personagem diferente. Para começar, ela não abaixa a cabeça para os outros. Responde as humilhações de cabeça erguida e faz o possível para não se abalar. Mas, a gente sabe que isso não é uma tarefa fácil. 

Sierra Burgess is a loser: não se engane com o título

Em uma dessas zoações sem graça, Veronica, a garota linda e popular da escola, passa o telefone da Sierra para um completo desconhecido, como se fosse o dela. Só que o tiro acaba saindo pela culatra, quando Sierra Burgess se vê interessada em seu novo amigo virtual. Mas, como o garoto acredita estar conversando com Veronica, Sierra precisa pensar numa alternativa urgente. Então, se oferece para dar aulas particulares para Veronica conquistar um cara da faculdade, enquanto ela tira fotos para Sierra sustentar sua farsa. Apesar de o filme ter gerado um burburinho negativo, por que algumas piadas foram entendidas como homofóbicas e transfóbicas, Sierra Burgess quebra esteriótipos. Como eu disse, a coisa toda começa por ela. Apesar de ser totalmente fora dos padrões e sofrer com isso, ela não se faz de coitadinha.

Sierra enfrenta o mundo de cabeça erguida e isso já foge de todos os filmes adolescentes que estamos acostumados. A mesma coisa acontece com o cara por quem ela se apaixona. Ele não faz o gênero lindo, popular e babaca. Ele é super querido, anda com os nerds e não faz o perfil de quem usa uma garota. Gosto da ideia de novas narrativas. Tirar uma menina gorda do papel de coitadinha, faz com que milhares de meninas possam se enxergar fora disso também. E isso com os demais personagens. Veronica, por exemplo, é a clássica linda e burra. Mas, que no decorrer do filme, muda completamente de postura. Novas narrativas constroem visões mais amplas para quem se identifica com a história dos personagens. E só isso já é um grande feito do filme. 

O ponto alto da história: a amizade entre Sierra e Veronica

Para falar sobre essa amizade, vou precisar dar alguns spoilers. Então, se você não quiser ler, pule para o último parágrafo! As duas começam a trama tretando como em todos os outros filmes adolescentes. Mas, no decorrer da trama, elas criam um laço afetivo. Real e sincero. Achei incrível a construção dessa amizade. Fica visível que elas querem se ajudar e apoiar. Além disso, Veronica desenvolve uma admiração imensa pela Sierra Burgess. O que acaba ressaltando a ideia de que somos muito mais do que nossa casca externa. Não fizeram a Veronica dar uma rasteira na Sierra, como costumamos ver. Pelo contrário, ela ajuda a amiga o tempo inteiro e não fica apaixonada pelo mesmo cara que ela. Mais uma vez: fugiram do óbvio e construíram uma nova narrativa. Que, além de tudo, reforça a amizade feminina. <3

Enfim, a verdade sobre Sierra Burgess is a loser é que não existe meio termo. Ou você vai amar o filme ou vai detestar. Eu amei cada personagem, cada detalhe da trama e adoraria que fosse um livro! Mas, consigo entender por que algumas pessoas não gostaram e vai muito de você se ofender ou não com as piadas citadas. De coração, espero que você assista e ame tanto quanto eu! E, se você já assistiu, comenta sua opinião: você amou ou odiou? 

 

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: