Azar Crônico

Recomeços: o universo te chutou para fora da zona de conforto

30 de agosto de 2018

Recomeços são sempre confusos. Mas, as vezes, temos a sorte de poder planejar o recomeço. Limpamos tudo e jogamos fora um monte de coisas que não fazem mais sentido. Cartas dos ex-namorados, dentre outras papeladas desnecessárias e ursinhos de pelúcia que de tão velhos já estão sem um olho. Deixamos tudo em ordem, para recomeçar com o pé direito. Em outros momentos, a gente nem quer ouvir falar em recomeçar. Tudo o que fazemos é nos aconchegar na zona de conforto e rezar para que nada nos tire de lá. O único problema é: uma hora ou outra, o universo vai te chutar para fora de lá. E se recomeçar planejando já é assustador, imagine como podem ser esses recomeços. 

Recentemente, o universo desfrutando de todo o poder que tem, me pregou uma dessas peças. Lá estava eu, confortavelmente sentada em cima de todas as minhas obrigações. Vivendo um monte de coisas que me entristeciam e deixando coisas que me deixam feliz de lado. Tudo para manter as mesmas obrigações em dia. Ou seja, estava completamente perdida em um limbo de desgosto. E lá veio o chute. Quando eu menos esperava. Respirei fundo, após sentar e chorar por algum tempo, claro. Afinal, ninguém é de ferro e ser pega de surpresa é um inferno. Confesso que, me entendendo como uma das pessoas mais ansiosas que eu conheço, achei que a angustia duraria mais tempo. Acreditei que ficaria perdida por mais alguns dias. Mas, se o universo estava me dando limões para recomeçar, eu recomeçarei tomando uma boa limonada. 

Se alguma coisa deve acontecer na sua vida, ela vai arrumar um caminho para acontecer. Se você precisa passar por essa experiência para render uma lição e uma mudança radical, ela vai acontecer. Não adianta fugir, se esconder ou travar em um determinado momento. Vivemos para seguir sempre em frente, buscando novos horizontes e melhorando cada dia mais.
Mila Pellicer

Confesso que algumas coisas colaboraram para que eu não me desesperasse por completo. A começar pela mãe incrível que eu tenho e que me apoia em qualquer situação. Sem contar os amigos mais próximos, que quase me chutaram muito mais do que o universo. E até o Efeito Orna, que abriu a minha mente sobre o meu próprio potencial e, principalmente, sobre o que eu quero da minha vida. Mas, a verdade é que, agora fazendo as palavras das Mila as minhas: “Algumas coisas precisam acontecer, independente do tempo que leve”. E recomeços são exatamente isso. Coisas que precisam acontecer. Portanto, se você está na mesma que eu, levando chutes do universo, posso te garantir que ele só quer que você aprenda algo e com isso cresça. 

Dessa maneira, recomece. Por vontade própria ou por uma decisão do universo. Apenas aproveite essa chance que a vida te dá de crescer e buscar coisas que você realmente quer. Sim, ainda tenho medo de tudo dar errado. Sim, ainda sou tomada por algumas ondas de desânimo. Mas estou aprendendo e até agora esse é o ponto mais importante. Além disso, só posso torcer para que a Mila esteja certa quando diz: “Assim que você toma uma decisão, o universo conspira a seu favor”. Sério, leiam esse texto, é simplesmente sensacional. 

E aí, já sabe por onde recomeçar? Se quiser compartilhar uma história sobre recomeços, comenta aí! Vou adorar me inspirar na sua experiência.

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply Ser demitida: criando minhas próprias oportunidades | Ré Menor 25 de agosto de 2019 at 13:21

    […] que eu precisava. Eu tinha várias vontades, mas pouca coragem. Já disse, eu sou medrosa. Aquele chute para fora da minha zona de conforto me trouxe coragem de onde eu nem sabia que existia. E, por mais que eu ainda tenha muito medo do […]

  • Reply O poder do tempo livre - Luciano Braga | Ré Menor 4 de março de 2019 at 16:51

    […] levei um pé na bunda de uma empresa e transformei isso em gás para tirar projetos do papel. Mas, já conversamos sobre isso por aqui. Foi por conta de algo que me tirou da zona de conforto, que eu comecei a fazer o que realmente […]

  • Reply 8 lições que aprendi em 2018 e gostaria de compartilhar com você | Ré Menor 20 de dezembro de 2018 at 19:14

    […] Fiz um texto sobre isso quando levei um chute do meu último emprego. Fazia tempo que eu queria ter tempo para fazer trabalhos que realmente me fizessem feliz, mas nunca tinha coragem de tomar a iniciativa. Afinal de contas, é muito cômodo ter aquele dinheirinho na conta todo mês. Depois desse chute, criei vergonha na cara e comecei a batalhar pelo que gosto e tem dado muito certo. Nunca trabalhei tanto, mas nunca fui tão feliz por trabalhar. Porém, essa é uma lição que não serve só para trabalhos, ok? Se você levou um pé na bunda, aprenda com isso. Se você reprovou em várias matérias da faculdade, avalie se é essa profissão que você quer seguir mesmo. E enfim, aproveite os chutes e faça algo sobre o que precisa ser mudado.  […]

  • Reply Cabeça no lugar: todos precisamos de um tempo para nos | Ré Menor 20 de setembro de 2018 at 23:40

    […] falei sobre chutes que a vida nos dá e a utilidade deles. Se você ainda não leu esse texto, vou fazer uma pausa bem aqui para você ir lá. Voltou? Então, agora nós podemos começar! E tem […]

  • Comente aqui: