Para amar

Plutão já foi planeta: nem só de axé sobrevive o nordeste

27 de novembro de 2018

Que o axé é a cara do Nordeste, ninguém pode negar. Mas, não é só desse ritmo musical que a região sobrevive não. Afinal, tem muita banda boa que toca outros ritmos por lá. Dentre elas, está a banda A Plutão Já Foi Planeta, fundada em Natal (RN), em 2013. Inclusive, começaram como uma banda cover de MPB e hoje produzem um som voltado para o indie rock. Na época, a banda se chamava Beto Rockfeller e era composta por Gustavo Arruda, Sapulha Campos, Rafael Bezerra e Gustavo Matos. Até que eles começaram a pensar em colocar um diferencial na banda, um vocal feminino. Dessa maneira, encontraram a Natália Noronha, que já escrevia suas próprias canções e as divulgava na internet.

A partir disso, os integrantes começaram a trabalhar juntos. Desde a criação das músicas, até na inclusão de instrumentos pouco utilizados. Como, por exemplo, o ukelele e a escaleta. Dessa forma, durante os shows ocorrem trocas de instrumentos entre os integrantes. A mudança de nome ocorreu quando eles encontraram uma matéria jornalística contando que Plutão não era mais um planeta. Ainda em 2013, lançaram o primeiro trabalho de estúdio, o Daqui pra lá. De lá pra cá, a banda sofreu diversas modificações na sua formação original. E, hoje em dia, é formada por Natália Noronha, Gustavo Arruda, Sapulha Campos, Vitória De Santi e Renato Lelis. Conheça o som de Plutão já foi planeta.

Suma daqui

Você não é mais planeta

Viagem perdida

Mesa 16

Estrondo

Tem mais músicas na nossa playlist no spotify!

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: