Popcorn

Crônicas de natal: o filme que faltava para essa época do ano

1 de dezembro de 2018

Gênero: comédia, aventura;
Ano: 2018;
Roteiro: David Guggenheim, Matt Lieberman;
Direção: Clay Kaytis;
Sinopse: Dois irmãos (Judah Lewis e Darby Camp) tentam provar que o Papai Noel é real filmando-o com uma câmera. Quando causam acidentalmente uma queda do seu trenó em Chicago, eles precisam ajudar a recuperar o Natal antes que tudo esteja arruinado. (Filmow)

Dá vontade de entrar no filme e abraçar os personagens

Crônicas de natal começa com uma série de filminhos caseiros, de uma família bem tradicional comemorando o natal ano após ano. Pai e mãe que vão registrando a celebração natalina e o crescimento do seu filho Teddy e de sua filha Kate. Até que chegamos em 2018 e a família está enfrentando seu primeiro natal desde o falecimento do pai. Enquanto Kate revê os filmes caseiros sem parar e tenta manter o natal mais normal possível, seu irmão vem se tornando um adolescente delinquente. Além, é claro, de não dar a mínima a magia do natal, irritando a irmã. Portanto, os dois vivem brigando e quebrando a casa. Mas, as coisas estão prestes a mudar. 

Em um dos filmes antigos, Kate consegue ver uma mão, que não é de ninguém da família, arremessando um presente para debaixo da árvore. Logo, juntando 2 mais 2, só pode ser o Papai Noel! Ela implora ajuda do irmão e juntos, eles armam uma super armadilha para flagrar o bom velinho. E não é que dá certo? A partir daí, eles se infiltram no trenó e a coisa toda sai do controle. O que pode acabar pondo em risco o natal do mundo inteiro. Magia, esperança, criança fofa e super inteligente são os ingredientes perfeitos para um bom filme de natal. E, sem dúvida nenhuma, o Papai Noel engraçado e cativante. Crônicas de natal acertou em cheio em seu roteiro e é um filme de feito de puro amor. 

Era o filme que faltava para o natal ficar melhor

Quantos milhões de filmes se passam nessa época do ano? Na própria Netflix mesmo, a gente consegue encontrar milhares. Mas, a verdade é que todos eles tem mais ou menos o mesmo formato. A mocinha que vai encontrar o príncipe encantado. Ou o amargo que vai voltar a acreditar na magia do natal. Sem contar aqueles em que tem crianças sem família, desabrigadas e precisando de amor. As vezes, o príncipe é o tal amargo. E, apesar de o Teddy, de Crônicas de natal, ser exatamente o personagem que é amargo e não acredita no natal, o roteiro aqui é diferente. O amor é algo que reina na casa dos dois, então o ponto principal não é esse. Crônicas de natal é um bom filme de aventura, com uma pitada de comédia, que salva qualquer programação natalina. 

 Os personagens são cativantes, principalmente o Papai Noel. Que, sempre que conhece alguém, chama pelo nome e começa a relembrar quais foram os pedidos de natal daquela pessoa. Só isso já garante boas risadas. Não quero falar demais para não encher vocês de spoilers. Mas, definitivamente, esse é um dos filmes natalinos que está na lista de “vale assistir”. Dos que nos deixam sorrindo durante a trama e depois dela também. Que aquece nossos corações e até nos enchem de vontade de que o natal chegue logo (mesmo que eu não seja fã da data). Espero, muito, que venham mais filmes assim! <3

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: