Favoritando

Consciência Negra: 6 filmes e documentários para ver

21 de novembro de 2018

Nos costumamos bater na tecla de que a informação e a empatia podem salvar o mundo. Mas, quando deveríamos estar nos aproximando de melhorias, só vemos retrocesso. As pessoas são facilmente convencidas e apoiam discursos de ódio. É de assustar, né? A falta de informação nos leva a ver discursos como “deveria é existir o dia da consciência humana, pois somos todos iguais” para todo lado. Quando, na verdade, deveríamos estar celebrando a Consciência Negra e valorizando tudo que os antepassados negros fizeram pelo país. Pior do que isso, a falta de informação (e de empatia) nos leva a ouvir que não há mais racismo. Que os negros são os verdadeiros preconceituosos. Dá para acreditar no tamanho do absurdo?

Portanto, para que a gente não caia no mesmo erro, de repetir frases como essa. Ou apoiar discursos como esse, queremos trazer informação. De qualidade, é claro! Para isso, separamos 5 filmes e documentários que nos ensinam um pouco sobre as pessoas negras. Sobre o que elas passam e sofrem diariamente ao longo da vida. Que nessa semana da consciência negra, possamos aprender a sermos mais empáticos com a causa alheia. 

A 13ª emenda (2016)

Sinopse: Documentário que discute a décima terceira emenda à Constituição dos Estados Unidos – “Não haverá, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar sujeito a sua jurisdição, nem escravidão, nem trabalhos forçados, salvo como punição de um crime pelo qual o réu tenha sido devidamente condenado” – e seu terrível impacto na vida dos afro-americanos. (AdoroCinema)

What Happened, Miss Simone? (2015)

Sinopse: A vida da cantora, pianista e ativista Nina Simone (1933-2003). Usando gravações inéditas, imagens raras, diários, cartas e entrevistas com pessoas próximas a ela, o documentário faz um retrato de uma das artistas mais incompreendidas de todos os tempos. (AdoroCinema)

Bem-vindo a Marly-Gomont (2016)

Sinopse: Em 1975, Seyolo Zantoko, médico recém-graduado de Kinshasa (Congo), aproveita a oportunidade e vai trabalhar em uma pequena aldeia francesa. Ao chegarem em Marly-Gomont, Seyolo e sua família ficam desiludidos. As pessoas têm medo, pois nunca viram negros em suas vidas. Mas Seyolo é determinado a vencer suas apostas e vai se esforçar para ganhar a confiança dos moradores. (Filmow)

The Black Panthers: Vanguard of the Revolution (2015)

Sinopse: Na decada de 60, um grupo surgiu para lutar por mudanças: o Partido dos Panteras Negras. Fundada em Oakland, Califórnia, a líderança trouxe controvérsias para o debate sobre o racismo. 40 anos depois, eles seguem no imaginário popular. Este documentário traz diversas vozes que viveram essa história: polícia, informantes do FBI, jornalistas, simpatizantes, detratores, os que permaneceram fiéis ao partido e aqueles que o deixaram. (AdoroCinema)

Negritudes brasileiras (2018)

Sinopse: “(…)O documentário visual “Negritudes Brasileiras” nasce não só como uma forma de dar continuidade ao debate racial brasileiro localizando-o no tempo presente com a ascensão de novos conceitos como representatividade e a crescente popularização da internet, mas também surge da demanda de muitos seguidores do Afros e Afins que durante três anos de existência do canal perguntaram identificação racial. A oportunidade de construir esse documentário surge com o projeto do Youtube, o Creators For Change, que oferece estrutura para que criadores produzam conteúdo engajado na plataforma visando combater discursos de ódio, racismos, xenofobias, etc.

(…) Negritudes Brasileiras objetiva continuar fomentando o debate sobre identificação racial no Brasil, oferecendo ferramentas para que pessoas racializadas — especificamente negras — compreendam o porquê de essa questão ser tão complexa à nós brasileiros”. 

Para assistir a Negritudes Brasileiras, basta clicar aqui!

Conhece outros filmes que poderiam estar nessa lista? Nos indique nos comentários!

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: