Popcorn

A primeira vez: perfeito para uma tarde de tédio

3 de fevereiro de 2018

Gênero: Comédia, romance;
Ano: 2012;

Direção e Roteiro: Jon Kasdan;
Sinopse: Dave (Dylan O’Brien) é platonicamente apaixonado pela melhor amiga Jane (Victoria Justice). Já Aubrey (Britt Robertson) namora Ronny (James Frecheville), um músico que não a compreende. Em uma sexta à noite, os caminhos de Dave e Aubrey se entrelaçarão, e ao longo do fim de semana muitas descobertas serão feitas pelo casal. (Adorocinema)

Sabe aquele domingo atoa, em que você não sabe o que ver e, de repente, um filme aleatório te chama atenção no catálogo da Netflix? Foi assim que eu conheci A primeira vez. Nesses dias mais atoa, em que preciso descansar da semana corrida, gosto de ver filmes mais levinhos. Como toda boa comédia romântica, a intenção do filme não é mudar a vida de ninguém. E sim, levar alguns minutos de leveza e doses extras de amorzinho. A primeira vez começa em uma festa. Dave decide que aquela é uma ótima ocasião para contar para a melhor amiga que é completamente apaixonado por ela. Com direito a discurso escrito e tudo. Porém, como todos podemos prever, aquela é uma péssima ocasião para isso. Em um momento da festa, enquanto treina seu discurso, Dave conhece Aubrey. Uma menina diferente e divertida. Conversa vai, conversa vem e aí o filme começa a desenrolar em torno dos dois. 

Dave é o tipo de personagem encantador e apaixonante. Inclusive, se tiver uma segunda versão do post de personagens para se apaixonar, ele com certeza vai fazer parte. É fofo, romântico, vulnerável, divertido. É, com certeza, o tipo de cara bacana que pode passar anos sem ser notado. Aquele tipo de cara que sofre anos como melhor amigo de alguém que ama. Mas sem todo aquele drama da tal friendzone. Enquanto Aubrey é seu completo oposto. Esperta, decidida, determinada e dona do próprio nariz. Apesar de algumas de suas teorias terem sido quebradas, ela não é nada menos que admirável. E, provavelmente, isso é reflexo da dinâmica familiar adotada por ela e seus pais. O casal de atores tem uma química tão grande, que fica fácil aceitar o relacionamento relâmpago que surge entre eles. Os outros personagens são apenas coadjuvantes aleatórios que colaboram para o desenrolar da trama.

Para dias de tédio: A primeira vez!

A primeira vez não é um filme cheio de frases de efeitos ou momentos inesquecíveis. Pelo contrário, é bem baseado no dia-a-dia adolescente. A grade expectativa em torno da primeira vez e dos relacionamentos. A intensidade da paixão que surge e a agilidade como ficam juntos. Sem contar as frustrações. Todo esse contexto é trabalhado com uma naturalidade encantadora. Apesar de não ser um daqueles filmes que nos marcam, a trama passa a mensagem de que não devemos desistir sem tentar. Além de nos relembrar, de uma maneira gostosa, dessa fase maluca da vida. É um filme que te deixa leve e bem feliz, então super recomendo! Principalmente, para os dias de tédio puro.

 

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: