Da página ao play

Simplesmente acontece: o par romântico mais enrolado

26 de dezembro de 2017

Simplesmente acontece é um livro muito amorzinho, que conta a história de dois amigos de infância: Rosie e Alex. O casal cresceu junto, viviam trocando bilhetinhos na escola e sempre tiveram uma amizade muito forte. Durante o desenrolar do livro acompanhamos, através de cartas e e-mails, o crescimento deles e o fortalecimento da relação entre eles. Várias décadas vão se passando e é bem claro para todos que os dois se gostam. Menos para eles. Porém, como nada pode ser tão simples, as coisas simplesmente saem do controle para os dois. Primeiros namoros e algumas outras coisas que se eu contar vai ser um baita de um spoiler!

Os personagens são tão fofos que, apesar de toda a enrolação, não conseguimos ficar bravos com eles. Pelo contrário, só ficamos desejando ajudá-los e querendo que eles contem de uma vez por toda que são apaixonados um pelo outro. Sobre a narrativa em forma de cartas e e-mails: eu amo essa maneira de contar uma história. Já li diversos livros assim. Só que a autora, Cecelia Ahern, elevou esse estilo para outro nível. São muitos anos para desenrolar e a história podia se perder no meio do caminho. Mas, para nós que estamos lendo, é fácil acompanhar tudo sem precisar de esforço.

 

Eu quis ler Simplesmente Acontece no minuto em que vi o trailer. Porém, a história toda me pegou mais do que eu esperava. A gente não consegue parar de ler, de tanto que queremos saber como os dois vão desenrolar esse relacionamento. A trama levanta uma questão maravilhosa. Uma questão que nem sempre nos preocupamos: como perdemos tempo durante a nossa vida. Nós perdemos muito tempo por medo. Por não falarmos o que nós gostaríamos, por não expressarmos o amor como deveríamos. E o tempo está passando cada vez mais rápido e a gente vai deixando as oportunidades perfeitas escaparem pelo vão entre os nossos dedos. 

 

Não tão bom quanto o livro, mas ainda é bom!

Simplesmente Acontece é o tipo de livro que você lê “num tapa”. A história é envolvente. Os personagens são apaixonantes e a gente só consegue torcer por eles cada vez mais. Me surpreendeu muito positivamente. É um retrato bem natural sobre a vida e sobre seus altos e baixos. No entanto, a sua adaptação para o cinema deixa a desejar quando comparada com o livro. A trama cumpre perfeitamente o seu papel de romance. Delicado, divertido, com um casal cheio de química. Porém, o filme inteiro é bem corrido. Tão corrido que algumas coisas se perdem no caminho. Quem está assistindo e não leu o livro ainda, acaba se questionando sobre algumas pontas soltas. Claro que não é uma tarefa fácil resumir anos de desencontros em um filme. Nem transformar em cenas que, inicialmente, estavam em versões de cartas e e-mails. E, ainda assim, o filme é muito bom! 

Os atores que interpretam o casal principal, Lily Collins e Sam Claflin, estão maravilhosos em seus papéis de Rosie e Alex. Lily é toda charmosa, mas ao mesmo tempo doce e atrapalhada. Enquanto a beleza toda de Sam fica camuflada num estereótipo nerd. É como se voltássemos para as comédias românticas do inicio dos anos 2000, bem ingênuas. Em que apenas uma mudança de roupa e cabelo pode transformar o personagem deslocado e nerd num cara incrivelmente cobiçado. Os dois tem uma química incrível, transmitindo muito bem a energia do livro nesse sentido.

Apesar de perder bastante para a qualidade do livro, a adaptação de Simplesmente Acontece é muito boa também. Como eu disse, o filme cumpre bem o seu papel. Ainda transmite a ideia de que devemos prestar mais atenção no tempo que perdemos por besteira e tudo mais. A recomendação de hoje é simples: tudo depende do que você está procurando no momento. Se quer um filme gostosinho para uma tarde atoa, é uma excelente opção. Mas, se quer passar horas lendo algo leve e amorzinho, Simplesmente Acontece na versão de livro é sua melhor opção!

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: