Da página ao play

Penélope: como é bom ver filme fiel ao livro <3

5 de setembro de 2017

O livro escrito por Marilyn Kaye, conta a história da família Wilhern que foi amaldiçoada há muitos anos. Na época, o herdeiro engravidou a empregada e não quis assumir a criança. A menina acabou se matando, despertando a raiva da mãe, que era uma bruxa e amaldiçoou a primeira menina que nascesse na família do rapaz. Várias décadas se passaram e nenhuma menina nasceu. Ninguém acreditava mais na maldição. Eis que nasceu Penélope, com nariz de porco, como prometido pela bruxa.  A maldição só iria ser quebrada quando ela encontrasse o amor verdadeiro.

Quando a Penélope nasceu, simularam sua morte. A garota cresceu presa em casa e, quando já era uma adulta, seus pais começam a procurar pretendentes para quebrar a maldição. Assim que começamos a ler, nos sentimos em um conto de fadas. Com direito a bruxas, maldições, princesa, a mãe quase madrasta, o pai bonzinho e o príncipe encantado.

Penélope

Uma trama cheia de ensinamentos valiosos <3 

A história acontece no século XXI e a nossa princesa da vez, quebra todos os clichês. Penélope nos ensina muito sobre amor próprio. A história é narrada por ela que, nos primeiros capítulos, volta no tempo e explica o porquê de ter nascido com nariz de porco e como os pais agiram desde seu nascimento. Depois que a ação do livro aumenta, não tem como largar mais e você vai passar horas sorrindo. A história é leve, divertida e emocionante!

O livro foi adaptado para o cinema, em 2004. Uma comédia romântica de mesmo nome. Contrariando todas as expectativas, amei a adaptação. As poucas mudanças que fizeram não afetaram negativamente a trama. A escolha dos atores foi muito boa, todos encaixaram bem na descrição dos personagens. As cenas foram bem feitas e até os detalhes mais simples foram bem reproduzidos no filme. É raro ver um filme tão fiel ao livro. Se você é dos que prefere assistir do que ler, não vai ouvir a frase “mas o livro é melhor” sobre essa adaptação. O filme Penélope fez com que o livro ganha-se vida de uma forma incrível, super recomendo ambos!

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: