Li, Gostei, Resenhei

Para todos os garotos que já amei – Jenny Han

7 de agosto de 2017

Para todos os garotos que já amei

Livro: Para todos os garotos que já amei;
Autor: Jenny Han;
Editora: Intrínseca;
Páginas: 320;
Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar. (Skoob)

Para todos os garotos que já amei conta a história de Lara Jean, uma menina de dezesseis anos e filha do meio de três irmãs. As meninas vivem com o pai, pois a mãe faleceu há alguns anos. O pai sempre se esforçou muito, durante os anos, para que elas não sofram com a falta da mãe. Mas, quem cuidava das coisas mesmo era Margot, a filha mais velha. No ano em que o livro se passa, ela vai para uma faculdade na Escócia e Lara Jean passa a ser a responsável por tudo.

Lara Jean se apaixonou apenas cinco vezes e, sempre que queria “enterrar” o sentimento, escrevia uma carta de amor abrindo seu coração com toda a sinceridade e a guardava em seguida. Todas as cinco cartas ficavam guardadas em uma caixa de chapéu, em seu quarto. E, enquanto tentava se adaptar as novas obrigações, além de se acostumar com a ausência de Margot, o mundo de Lara Jean vira de cabeça para baixo.

“Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo. As cartas me libertam. Ou pelo menos deveriam.”

As cartas são enviadas para seus destinatários de forma mistériosa. Alguns garotos começam a procurá-la para pedir explicações. Dentre eles está Josh, ex-namorado de Margot. A confusão começa a sair do controle de Lara Jean. No desespero, a menina simula um namoro com outro garoto que recebeu uma carta. 

Uma história sobre amadurecimento e novas chances

Para todos os garotos que já amei tem uma carinha de comédia romântica que passa na sessão da tarde. Jovem, despretensioso, clichêzinho e bem simples. Pode parecer uma combinação boba ou fraca. Mas, nas mãos talentosas de Jenny Han, a história água com açúcar se torna impossível de não se apaixonar. Eu já conhecia a escrita da autora e foi por isso (e por essa capa maravilhosa), que comprei o livro.

O mais legal de Para todos os garotos que amei são os significados que essa história cotidiana passa. No inicio do livro fica claro a dependência que a Lara Jean tem de Margot. Ela é uma menina muito fechada, não tem amigos, tem medo de tudo e se apaixonou várias vezes sem dizer uma palavra para ninguém. O livro mostra, principalmente, seu amadurecimento e crescimento como pessoa. As pequenas lições de aprender com cada passo, com cada erro, com cada decisão. Além disso, o livro fala sobre como não devemos nos enganar com as aparências. Como as pessoas não são o que pensamos sobre elas e que podemos ser surpreendidos positivamente.

A escrita da Jenny Han é ótima, o livro fluí. É leve, divertido e encantador. Já estou me preparando para ler a continuação e curtir mais o romance que está por vir! Livro super recomendado! :)  

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: