Li, Gostei, Resenhei

Isla e o final feliz – Stephanie Perkins

9 de outubro de 2017

Ano: 2015;
Autora: Stephanie Perkins;
Editora: Intrínseca;
Páginas: 304;
Sinopse: Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito. Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes. (Skoob)

Continue Reading

Récomenda

Com café: meu novo lugar favorito de Porto Velho

8 de outubro de 2017

Se você é de Porto Velho ou conhece a capital de Rondônia, provavelmente sabe o quanto é difícil encontrar lugares legais para passar o tempo. Pior ainda se você quiser encontrar lugares pet friendly, para dar uma voltinha com seu bichinho de estimação. Já faz algum tempo que o Porto Velho Shopping é pet friendly. Porém, existem uma série de restrições, o que acaba sendo um tormento na hora de passear com o bichinho.

Continue Reading

Popcorn

Fuller House: a melhor continuação já feita pela Netflix

7 de outubro de 2017

Categoria: Seriado;
Gênero: Comédia família;
Duração dos episódios: 25-36 min;
Produtor: John Stamos;
SinopseAnos depois do desfecho da oitava temporada, D.J. Tanner (Candace Cameron-Bure) está agora vivendo em San Francisco, recém-viúva. Sua irmã mais jovem Stephanie Tanner (Jodie Sweetin), que agora tornou-se uma aspirante a música, e a sua melhor amiga Kimmy Gibbler (Andrea Barber), que tornou-se uma mãe solteira, mudam-se para a casa de D.J, com o objetivo de ajudá-la a criar o bebê recém-nascido e também os seus dois filhos mais velhos: o rebelde J.D., de 12 anos, e o neurótico Max, de 7 anos. Além disso, a filha adolescente de Kimmy, a determinada Ramona, também conviverá com a nova geração da família Tanner. (Filmow)

Continue Reading

Jukebox

[PLAYLIST] 500 dias com ela

6 de outubro de 2017
O filme 500 dias com ela conta a história de Tom, um escritor de cartões que sonha em ser arquiteto, e seu relacionamento com Summer, uma garota que não acredita no amor. Mas, diferentemente dos filmes de amor que estamos acostumados a ver, nesse é o mocinho que sofre. Ao receber um fora, Tom começa a repassar vários momentos dos 500 dias que passaram juntos, para descobrir o que foi que deu errado. 500 dias com ela é bem marcante por esse aspecto inovador e sempre encontramos referências à ele na internet. A trama é bem construída, recheada de referências culturais e possui uma trilha sonora maravilhosa!

Continue Reading

Café com tudo

A netflix e a nova forma de assistir filmes

5 de outubro de 2017

 

Confesse, você perdia bastante tempo nessas prateleiras!

Quando olhamos em retrospecto, quase não lembramos mais quais eram os procedimentos para assistirmos um bom filme em casa. O ritual começava no meio das prateleiras de uma locadora. Lá fazíamos um breve cadastro, com nosso endereço, dados pessoais e telefone fixo. Algumas poucas locadoras iam mais a fundo: local de trabalho, integrantes da família. Os funcionários sofriam para conhecer todos aqueles títulos, os atores de cada filme, gêneros, classificação, duração e tudo mais. Se você queria assistir um filme pouco conhecido, tinha que ir muito a fundo. Ali naqueles corredores o que dominavam eram filmes blockbusters. Procurar por vários filmes do seu ator preferido demandava uma consulta extensa ao banco de dados, correndo o risco do filme em questão estar alugado, ou simplesmente não constar este parâmetro. Mal sabíamos que apenas alguns anos depois, A Netflix chegaria para mudar este universo para sempre.

Continue Reading

Favoritando

7 covers feitos por artistas conhecidos

4 de outubro de 2017

covers feitos por artistas conhecidos

Muitos artistas “novatos” fizeram sucesso na internet, muitas vezes através do Youtube, fazendo covers de músicos famosos. Diversos artistas conhecidos usam covers como forma de fazer um tributo a quem criou a música. Existem também as diversas bandas só de cover, que se especializam em agir e tocar como uma banda ou cantor específico. Como, por exemplo, os diversos covers do Elvis Presley. Outros aproveitam as referências artísticas, para criar suas próprias versões. Colocando toda a identidade do músico ou da banda nessa nova versão. Muitas vezes, essas versões ficam mais conhecidas do que as originais.

Continue Reading

Da página ao play

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom: Vai conquistar você!

3 de outubro de 2017

Eu não sei dizer exatamente qual foi meu primeiro contato com Becky Bloom. Não consigo me lembrar se primeiro fui fisgada pelo filme ou pelo livro. Mas, posso dizer o quanto de amor sinto pelo dois com bastante facilidade. Rebecca Bloom é uma jornalista financeira que ensina às pessoas como administrar seu dinheiro. No entanto, ela não passa de uma super consumidora compulsiva. Fugindo do gerente do seu banco e com muitas dívidas, Rebecca Bloom não resiste a nenhuma liquidação! Endividada até a alma, Becky, vive procurando fórmulas mirabolantes para pagar a fatura do cartão de crédito.

Continue Reading

Li, Gostei, Resenhei

Ps: Ainda amo você – Jenny Han

2 de outubro de 2017

Ano: 2016;
Autora: Jenny Han;
Editora: Intrínseca;
Páginas: 304;
Sinopse: Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários. Em “Para todos os garotos que já amei”, Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em “P.S.: Ainda amo você”, Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam. Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois. (Skoob)

Continue Reading

Tapa Virtual

Relacionamentos abusivos? Jamais!

1 de outubro de 2017

Aquilo que não te acrescenta não deve permanecer na sua vida. Acredito que citei essa frase em algum texto anterior, mas ontem li uma reflexão sobre relacionamento abusivo e fiquei pensando: “Nem sempre aquilo que nos faz mal é identificado com facilidade. ” Muitas vezes escolhemos fechar os olhos para aquilo que nos machuca e simplesmente acreditamos que vai melhorar. Nem sempre melhora, então precisamos falar sobre isso.

Se você parar agora e pensar, vai perceber que esse tema anda aparecendo com uma certa frequência por aí. Se você pensar mais um pouco, vai perceber que conhece alguém com uma história para contar ou, até mesmo, é a pessoa nessa história. O texto que me fez pensar tanto sobre o assunto falava sobre relacionamento abusivo materno, isso me fez ir além e pesquisar sobre o tema. Todo tipo de relação pode ser abusiva, desde aquelas criadas em ambiente de trabalho até aquela com seus pais ou parceiro. Basta envolver duas pessoas e uma delas exercer grande poder sobre a outra. Que tipo de poder? Do tipo que não deixa a outra parte da relação ter uma vida pessoal, ser livre para criar escolhas e por aí vai.

Relacionamentos são complexos por natureza. Não existe um manual com o que devemos ou não fazer para manter eles saudáveis. Até porque o que funciona para mim, pode não funcionar para você e vice-versa. Pessoas são diferentes e a maneira como elas lidam com tudo varia muito. Ou seja, não é possível desenvolver nenhum método 100% eficaz para nada. O que podemos fazer é pensar antes de agir, tentar não restringir a outra pessoa, dar conselhos, mas proibir ela de tentar? Jamais!  Não deixe ninguém lhe sufocar! Desde o parceiro (ou parceira) ciumenta até o pai que proíbe a filha de namorar antes dos 18 anos.

Não deixe que outra pessoa dite como você deve viver.

Nesse maravilhoso texto que li, é dito que a parte abusiva se enxerga tão importantes que acabam levando qualquer tentativa de liberdade como uma conspiração contra ela, uma provocação! Responsáveis possuem o direito de educar seus filhos em seus métodos. Porém ao escolher qual religião seu filho deve seguir e não aceitar caso ele escolha uma diferente da sua ou acreditar que um filho trans mudou apenas para envergonhar a mãe (caso retratado com perfeição na novela), não é o correto. Restringir direitos ou qualquer outra coisa, é errado. Seu filho vai crescer. Mudar de casa, construir uma família e ter seus próprios padrões do que é correto ou não nesse mundo doido. Compartilhar suas ideias e experiências é legal. Esperar que a outra pessoa siga toda a sua “receita do sucesso” sem questionar? Isso é loucura.

Para ler o texto inspiração desse post, clique aqui. E não esqueça de compartilhar no facebook!

 

Rédestaca

As 3 melhores coisas de Setembro!

30 de setembro de 2017

O último dia do mês é reservado para as 3 melhores coisas que cada um da equipe do blog conheceu durante o mês. Se você não conhece a categoria ainda, clique aqui. Esse mês a lista de indicações ficou maior, por que nossa equipe aumentou! A chegada do Rafa, da coluna Café com Tudo, só trouxe coisas boas. Confira nossas listas das 3 melhores coisas de Setembro! 

Continue Reading