Da página ao play

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom: Vai conquistar você!

3 de outubro de 2017

Eu não sei dizer exatamente qual foi meu primeiro contato com Becky Bloom. Não consigo me lembrar se primeiro fui fisgada pelo filme ou pelo livro. Mas, posso dizer o quanto de amor sinto pelo dois com bastante facilidade. Rebecca Bloom é uma jornalista financeira que ensina às pessoas como administrar seu dinheiro. No entanto, ela não passa de uma super consumidora compulsiva. Fugindo do gerente do seu banco e com muitas dívidas, Rebecca Bloom não resiste a nenhuma liquidação! Endividada até a alma, Becky, vive procurando fórmulas mirabolantes para pagar a fatura do cartão de crédito.

Sophie Kinsella é uma ótima escritora. Ela tem aquela capacidade de fazer seus leitores criarem vínculos com suas personagens. E, em os Delírios de Consumo de Becky Bloom não é diferente. Ela faz com que você tenha simpatia e queira acompanhar a história toda para saber como Becky vai cuidar dos problemas e mudar sua vida. Algo que me parece dar ótimos resultados, levando em consideração a coleção de oito volumes que compõem a série. Tenho todos na estante e não me canso de ler e reler. É o tipo de leitura que nunca perde a graça pelo carisma que a personagem principal tem.

O filme (apenas um único filme, infelizmente!), acompanha a história do primeiro livro com algumas referências ao segundo (Delírios de Consumo na 5ª Avenida). Ideia que nós já vimos dar errado em diversos filmes adaptados. Porém, neste caso, o roteiro encaixa tudo de uma maneira extremamente correta e faz o filme fluir. O roteiro teve aprovação de Sophie Kinsella e acredito que todos os fãs podem agradecer por isso!

Becky Bloom vai conquistar seu coração! E Isla Fisher também!

Isla Fisher é a Becky Bloom perfeita. Desde as expressões faciais, até os pensamentos tão marcantes nos livros… Tudo está ali na tela! Sem contar, a química entre ela e Luke Brandon, interpretado por Hugh Dancy. É algo extremamente convincente. É o tipo de casal que você torce para ficar junto logo no primeiro encontro, apesar das diferenças econômicas dos dois. Depois do filme, passei a ler os livros imaginando os atores naquelas situações. Isso só acontece porque todo o elenco foi muito bem escolhido e as interpretações não deixam a desejar.

 Os livros e o filme representam todas as pessoas para as quais comprar é uma terapia. A resposta para todos os seus problemas. E como essa visão pode colocar essas pessoas em situações mais complicadas. Acompanhar a personagem, tanto no filme como no livro, faz com que você se imagine naquelas situações. É o tipo de história que te ensina como não gastar todo seu salário, que existe uma maneira sensata de resolver seus problemas financeiros e ainda te arranca boas risadas.  Você não vai se arrepender, prometo!

Você já leu o livro ou viu o filme? Concorda comigo? Vem me contar sua opinião!

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: