Li, Gostei, Resenhei

Os 13 Porquês – Jay Asher

25 de maio de 2015

Os 13 porquês

Livro: Os 13 Porquês;
Autor: Jay Asher;
Editora: Ática;
Páginas: 256;
Sinopse: Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker, uma colega de classe e antiga paquera, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento. (Skoob)

Esse é daquele tipo de livro que você marcou como “Vou Ler” no Skoob há anos mas nunca lê. Posterguei por tanto tempo a leitura dele, que chego a ficar envergonhada.  Os 13 porquês é narrado por Clay. Um garoto como outro qualquer, que vê sua vida mudar totalmente depois de receber uma caixa com 7 fitas cassetes. Em cada uma delas, um número (de 1 à 13) pintados com esmalte.

Ao colocar as fitas para tocar, a voz de Hannah Baker, por quem ele foi apaixonado por um bom tempo, toma conta do ambiente. A menina em questão se matou alguns dias antes do Clay receber a caixa, e gravou cada uma dessas fitas para contar por quê fez isso. Cada um dos motivos é relacionado com uma pessoa diferente e todas essas pessoas devem receber e ouvir todas as fitas, repassando para o próximo da lista.

Dias antes da morte de Hannah, o garoto tinha recebido um mapa da cidade com algumas marcações e, durante as narrações dela, os lugares marcados no mapa ganham significado. O garoto fica bem confuso de começo, por que tem a certeza que não fez nada de ruim para causar o suicídio de alguém. A medida que a narração dela vai se desenrolando, ele vai narrando as próprias emoções e o que acontece enquanto ele anda de um ponto a outro da cidade.

As pessoas são umas caixinhas de surpresa

Querendo ou não, Clay teve o motivo mais importante da lista. Enquanto caminha pela cidade e escuta a fita, Clay muda a concepção que tinha sobre muitas pessoas citadas nas fitas. Além de mudar a concepção que tinha sobre Hannah, percebendo que na verdade não conhecia a garota tão bem e que ela tinha muito mais a esconder do que ele poderia imaginar.

Não sei se por eu ter lido esse livro em seguida de “Cidades de Papel” do John Green, mas me lembrei muito dele durante essa leitura. Talvez por ser narrado por um garoto que fica indo atrás de pistas deixadas por uma personagem misteriosa. Mas, Os 13 porquês é mais atrativo por ter duas narrativas diferentes. Me impressionei muito com a escrita do autor. Narrou super bem problemas que as mulheres sofrem diariamente, com muita sensibilidade. Ele conseguiu transmitir perfeitamente as emoções da Hannah e do Clay. O livro é lindo e cheio de reflexões para a vida mesmo, chorei horrores. Indico para TODO MUNDO!

Beijos e até a próxima resenha!
Siga a gente nas redes sociais: @blogremenor!

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: