Popcorn

Guilt: série baseada no caso Amanda Knox

13 de janeiro de 2018

Categoria: Seriado;
Gênero: Drama;
Duração dos episódios: 45 min;
Roteiro: Elle Triedman, Kathryn Price, Nichole Millard;
Sinopse: A história gira em torno de Grace (Daisy Head), uma jovem americana imatura que estuda na Inglaterra. Quando Molly, sua colega de quarto, é brutalmente assassinada, ela se torna a principal suspeita. Enquanto a polícia investiga o caso, Grace precisa lidar com o frenezi da mídia. Ela seria uma inocente que está sendo brutalmente julgada pelos tabloides ou uma sociopata que assassinou sua amiga? Conforme novas evidências em torno do caso surgem, até sua irmã, Natalie (Emily Tremaine), uma advogada de Boston que foi para a Inglaterra para defendê-la, começa a se questionar. (Filmow)

Guilt gira em torno de Grace, uma americana bem imatura que se mudou para a Inglaterra para estudar. Quando Molly, sua colega de quarto e melhor amiga, é brutalmente assassinada durante uma festa, Grace e o namorado se tornam os principais suspeitos. Durante o processo de investigação, Grace precisa lidar com o assédio da mídia e suas atitudes imaturas não colaboram para provar sua inocência. Porém, nós que estamos assistindo, conseguimos ter visualizar uma série de possíveis assassinos.

O suspense é forte. Grace é capaz de assassinar brutalmente alguém que diz amar? A mídia está colaborando para incriminar uma inocente? Seu namorado teria cometido o crime sozinho? Álcool e drogas poderiam ter alucinado tanto os dois, a ponto de cometerem tal crime? Se nem mesmo a irmã de Grace, Natalie, é capaz de ter certeza sobre a inocência da irmã, quem somos nós para ter? uma advogada de Boston que foi para a Inglaterra para defendê-la, começa a se questionar. os mistérios só aumentam ao longo dos 10 episódios, encerrando com um desfecho digno. Mesmo que a série tenha sido cancelada.

 

Caso Amanda Knox

Pode parecer brincadeira, mas o roteiro foi baseado em uma história real. Amanda Knox é uma americana que, querendo mudar de vida, foi estudar na Itália. Com poucos dias na nova cidade, Amanda se apaixonou pelo italiano Raffaele Sollecito. Na semana seguinte, sua colega de quarto, Meredith Kercher foi brutalmente assassinada. Os principais suspeitos? Amanda e Raffaele. Amanda foi presa e condenada a 26 anos de prisão em 2007. Vários julgamentos depois, foi inocentada em 2015. 

Na Netflix, tem um documentário, dos diretores Brian McGinn e Rod Blackhurst, sobre o caso. Durante o documentário, foram mostradas imagens inéditas da história desse homicídio. Além de mostrar um pouco dos julgamentos, ao longo de quase oito anos. Porém, até hoje ninguém tem certeza de quem é realmente o culpado da morte de Meredith Kercher.

 

O que a Mila achou:

Guilt segue uma linha policial que consegue prender o telespectador com perfeição, seguindo as reviravoltas necessárias e fazendo com que você crie uma lista com suspeitos e tente acertar quem é o assassino da Molly e o motivo de tudo. O planejamento da história me parece impecável, não consigo visualizar furos na história e toda a trama fica interligada em cada episódio. O lado negativo da série está na quantidade de deles, apenas uma temporada com dez episódios que fazem 45 minutos voarem. Ainda não sei dizer o que aconteceu para uma série tão boa acabar cancelada, o final deixou uma abertura excelente para uma segunda temporada que poderia continuar focando em Grace e um novo assassinato, por exemplo.

Se você gosta de séries do gênero, mas não possui muita paciência para enrolação… Guilt é a sua série ideal. Você vai ficar satisfeito e duvido que não acabe fazendo uma maratona para saber quem teria motivos e coragem para matar Molly de uma maneira tão brutal e fria. Spoiler: Prepare-se para muitos segredos e reviravoltas incríveis!

O que a Ê achou: 

Quando a Mila indicou essa série nos favoritos de Agosto de 2017, eu pirei. Primeiro por que amo séries de investigação policial e a trama me chamou super a atenção. Segundo: eu tinha visto o documentário sobre o caso Amanda Knox uns meses antes e amei! Todo aquele mistério merecia mesmo ser eternizado em uma série. Na época, a Mila nem soube me dizer se era baseado ou não. Mas, para qualquer pessoa que viu o documentário, basta ler a sinopse para saber.

É, praticamente, impossível parar de ver Guilt. Ainda mais que são poucos episódios. Os atores são bons, a série tem todo um ar sensual e não é do tipo de série que enrola demais. Somos consumidos por todas as dúvidas e possibilidades de assassinos. Afinal, Grace é ou não é culpada? É bem difícil ter certeza sobre isso, quando nós acompanhamos seu comportamento meio duvidoso ao longo dos episódios. Não é necessário ver o documentário antes, por que a série só é baseada no contexto mesmo. Os detalhes são bem diferentes. E prometo que, apesar dos poucos episódios e de ter sido cancelada, a série vale cada segundinho. O desfecho dela é surreal. Eu fiquei tão em choque depois do último episódio, que demorei a absorver. Se você gosta de investigação policial e suspenses dos bons, Guilt é para você!

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Amanda Knox: documentário sobre um caso sem solução | Ré Menor 16 de junho de 2018 at 14:44

    […] que, após diversos julgamentos, foi inocentada em 2015. A história chegou a inspirar uma série, Guilt, que está disponível na Netflix, assim como o documentário. Inclusive, durante o documentário, […]

  • Comente aqui: