Azar Crônico

Enxergando o lado bom e sendo grata por tudo

28 de dezembro de 2017

Eu sou, definitivamente, a pessoa que ama ano novo. Amo essa sensação de renovação. De esperança. Amo acreditar que os próximos 365 dias vão ser melhores do que os 365 dias que já passaram. Porém, nem sempre é. Tive anos maravilhosos e tive anos péssimos. Doloridos ao ponto de eu, que tanto amo o ano novo, não ter mais esperanças para acreditar em dias melhores. Mas, é assim mesmo, né? Tem um monte de textos soltos por aí, que falam justamente de a vida ser feita de altos e baixos.

2017 foi o ano mais maluco da minha vida. Comecei o ano sem muitas expectativas. Colei grau e não tinha nem previsão de fazer uma pós graduação. Comecei a trabalhar no ramo que menos gosto do jornalismo, assessoria de imprensa, e me vi obrigada a dizer adeus para muitas pessoas que acreditei serem meus amigos de verdade. Pequenas coisas que consomem a energia de uma pessoa ansiosa. Só que, esse ano que tinha tudo para ser péssimo, se tornou um grande presente. É, de longe, o ano em que eu mais aprendi. Sobre tudo, aliás. Aprendi sobre empatia. Sobre correr atrás do que quero. Sobre aprender a perder. Sobre ser grata e valorizar. Sobre quem eu sou. São tantas questões importantes e eu sou tão grata por tudo, que me sinto na obrigação de compartilhar com você.

Então, vamos por partes. Eu sempre fui a pessoa que desejou um grupo de amigos como os de filmes e séries. Como o grupo de How I met your mother, por exemplo. Eu nunca esperei pelo príncipe encantado, mas eu quis amigos de verdade durante toda a vida. E, como todas as coisas das quais temos expectativas demais, me decepcionei quase todas as vezes. No inicio do ano, dei as costas para um grupo de pessoas que acreditei serem amigos para toda a vida. Mas, foi nesse exato ponto que eu consegui enxergar as pessoas que estavam ao meu lado a vida inteira. São poucos, a maioria já se mudou de cidade, mas são melhores do que eu poderia desejar. Amigos de longa data. Sete, nove, dezoito anos de amizade. Amigos que vão me apoiar em momentos complicados e que vão vibrar comigo nas minhas conquistas. E vice-versa.

Esse também foi o primeiro ponto que me fez perceber o quanto eu não era uma pessoa grata pelas coisas que já tinha. O quanto eu só enxergava o que queria e desejava o que não podia. Foi aí que percebi que primeiro é preciso ser grata pelo que você já conquistou, para poder ter forças para buscar o que ainda quer conquistar. E aí, chegamos em outro ponto de aprendizado. Ganhei meu primeiro prêmio como jornalista e pude concorrer na Expocom nacional, em que eu perdi. Já falei sobre isso em outro texto aqui. Sobre como perder me ensinou a lidar com minhas próprias expectativas. É normal acreditar em algo. Esperar por algo. O que não é normal, é se deixar abater todas as vezes em que nossas expectativas não são atendidas. Quando aprendemos isso, a vida fica mais leve! Eu juro.

Nenhum ano vai ser 100% bom. Assim como nenhum ano vai ser 100% ruim. Tudo vai depender da maneira em que você vai reagir. Cada parte da nossa trajetória, seja uma conquista ou uma perda, é um aprendizado. Cabe a cada um saber enxergar isso. Cada energia que você gasta desejando a vida de um amigo/conhecido/blogueiro/afins, poderia estar sendo gasta com algo que você quer realizar. Quando gastamos nosso tempo desejando a vida de outra pessoa, nos frustramos. Ficamos sempre querendo mais e mais, sem perceber o que já temos ao nosso alcance. A verdade é que seus projetos não vão sair do papel sozinhos. Você não vai acordar milionária, só por ter passado a noite em claro vendo o instagram de uma blogueira de sucesso. Ninguém vai lhe dar de presente a vida que deseja ter. 

Às vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.

Fernando Pessoa

Olha, longe de mim querer te impor algo, mas começa a olhar ao seu redor. Faça uma lista das coisas que você tem e ama. Das pessoas pelas quais você é grata. Reconheça o que já tem. Fique feliz por isso. A partir disso, você vai se sentir muito mais forte e preparada para enfrentar certos desafios da vida. Vai se sentir muito mais disposta a levantar da cama, largar o celular por algumas horas, e investir seu tempo em coisas que você quer realizar. Vai saber a quem recorrer em momentos difíceis. Vai saber para quem ligar em momentos maravilhosos. Vai até se amar muito mais. Não é atoa que gratidão é a palavra do momento. Seja grata por tudo. Somos muito mais fortes quando somos gratos.

Eu lhe desejo um 2018 incrível. Que você acredite mais no seu potencial, que seja grata por tudo de bom e ruim que lhe acontece. Que você esteja aberta aos aprendizados da vida e que se prepare para viver momentos inesquecíveis!

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: