Favoritando

8 documentários sobre o universo LGBTQ+

18 de outubro de 2017

Documentários são, por definição, filmes (didáticos ou não) feitos com o intuito de informar sobre algo. Como, por exemplo, pessoas públicas, nichos de interesses, animais e acontecimentos históricos, políticos, culturais e afins. E, não tem nada melhor para nos tirar do escuro, do que a informação.

Pensando nisso, escolhemos 8 documentários sobre o universo LGBTQ+. De anos diversos e sobre contextos diferentes, são documentários que falam sobre gays palestinos, crianças que crescem com pais LGBTQ+, transgêneros no esporte e etc.. Confira a lista, assista e abra sua mente para universos e realidades que você desconhece:

Paris is Burning (1990)


Direção: Jennie Livingston;
Sinopse: Este premiado e antológico documentário explora a cena dos Ballrooms de New York na segunda metade dos anos 1980. Criada pela população LGBT de origem afro-latina, essa subcultura é explorada em todos os seus aspectos e reflexões, tendo como foco alguns personagens marcantes de uma cena que ainda vive, desde o final dos anos 1950 até o nosso tempo. Esse filme é considerado um marco na visibilidade da população LGBT nos EUA, sendo pioneiro em mostrar a realidade crua misturada à cultura vibrante e criativa da cena dos Balls de New York. Por isso, ele é tomado por boa parte dos LGBT estadunidenses como um guia fundamental de auto-consciência histórica e cultural. (Filmow)

Gayby Baby (2015)


Direção: Maya Newell;
Sinopse: O filme acompanha a vida de quatro crianças: Gus, Ébano, Matt e Graham, cujos pais são gays. Como cada um deles lutam com a mudança pessoal, o mundo exterior luta com a questão da igualdade no casamento, e se ou não as crianças de famílias do mesmo sexo estão em risco. (Filmow)

Oriented (2016)


Direção: Jake Witzenfeld;
Sinopse: Oriented segue a vida de três amigos palestinos gays enquanto eles confrontam suas identidades nacionais e sexuais na moderna Tel Aviv, Israel. Tem Khader, um “querido” da vida noturna que vive com seu namorado judeu David e seu cão Otis. Fadi, um nacionalista palestino fervoroso que se apaixona por um soldado israelense. Naeem, que deve encontrar a coragem de sair do armário para sua família conservadora de uma pequena aldeia do norte. Determinados a mudar sua realidade, os três amigos formam um grupo de resistência não violenta, cultural chamado “Qambuta” (Couve-flor) para defender igualdade sexual, nacional e gênero. Enquanto isso, uma guerra está se formando… (Filmow)

Laerte-se (2017)


Direção: Eliane Brum e Lygia Barbosa da Silva;
Sinopse: Depois de quase 60 anos como homem, três filhos e três casamentos, Laerte Coutinho, um dos cartunistas mais reconhecidos do Brasil, apresentou-se como mulher. O primeiro documentário original da Netflix produzido no Brasil acompanha a investigação de Laerte sobre o mundo feminino na intimidade do cotidiano. Enquanto faz uma reforma em casa, Laerte se pergunta sobre se deve ou não fazer um implante de seios. A partir desta questão, desenrola-se uma série de perguntas difíceis sobre o que é, afinal, ser mulher. (Filmow)

Game Face (2015)

Direção: Michiel Thomas;
Sinopse: O documentário mostra a busca de atletas LGBTQ pela autorrealização e sua aceitação na sociedade. Conta a história de Fallon Fox, primeira lutadora transgênero de MMA, e Terrence Clemens, um jogador gay de basquete universitário em Oklahoma. Acompanhando os dois atletas durante o processo de saída do armário, lança luz sobre os obstáculos que atletas LGBTQ enfrentam durante toda a sua carreira. Conta ainda com a participação do ex-astro da NBA Jason Collins como um mentor para Terrence. (Filmow)

Who’s Gonna Love Me Now? (2016)


Direção: Barak Heymann e Tomer Heymann;
Sinopse: Saar nunca cumpriu as expectativas de seus pais. Desde que ele desafiou as regras de seu kibbutz e foi impedido de assentamento na comunidade há dezessete anos, ele simplesmente não existe. Ele deixou Israel para viver livremente como homossexual em Londres. Quando um relacionamento de três anos terminou, ele se jogou numa vida de excesso de sexo e drogas até que foi diagnosticado com HIV e foi forçado a repensar sua vida. (Filmow)

Strike a Pose (2016)


Direção: Ester Gould e Reijer Zwaan;
Sinopse: Em 1990, sete jovens dançarinos – seis gays e um hétero – juntaram-se à estrela do pop Madonna em sua turnê Blond Ambition, a mais ousada e controversa até então e que deu origem ao filme Na cama com Madonna. Autoproclamada mãe de seus dançarinos, a cantora aproveitou as filmagens para marcar posição em questões ligadas aos direitos dos homossexuais, liberdade de expressão e desmistificação da AIDS. Este documentário revela a surpreendente e emocionante história desses extravagantes dançarinos, que logo se tornaram ícones da liberdade sexual, inspirando jovens do mundo todo. (Filmow)

Check It (2016)


Direção: Dana Flor e Toby Oppenheimer;
Sinopse: Cansados de serem abusados e perseguidos nas brutais ruas do centro de Washington, um grupo de adolescentes gays e transsexuais formam uma gangue para revidar. Um retrato íntimo que segue quatro integrantes do grupo enquanto eles lutam para achar um meio de sair da vida da gangue e entrar nas passarelas da moda. (Filmow)

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: