Popcorn

Eu Maior: o documentário sobre autoconhecimento e felicidade

29 de novembro de 2014

Cena do documentário Eu Maior
Sinopse:

O documentário EU MAIOR (2013), dirigido por Fernando Schultz e Paulo Schultz, traz uma reflexão contemporânea sobre autoconhecimento e busca da felicidade, e líder de financiamento coletivo (crowdfunding) para cinema no Brasil. Questões essenciais como “qual o sentido da vida” e “o que é a felicidade” são exploradas por 30 expoentes de diferentes áreas, incluindo líderes espirituais, intelectuais, artistas e esportistas. Pessoas tão distintas como o físico Marcelo Gleiser, o surfista Carlos Burle, a monja budista Coen, o filósofo Mário Sérgio Cortella, o cronista Rubem Alves, e a ex-ministra Marina Silva, entre outros. (EuMaior)

Cena do documentário Eu Maior

Sobre “Eu Maior”:

    Em um grande compilado de entrevistas, perguntas existenciais são respondidas por diversas pessoas, de diversas áreas e atuações. Perguntas que todos nós um dia já fizemos, como “Quem sou? Pra onde eu vou? O que felicidade realmente significa?”, respondidas por lideres políticos, artistas, intelectuais, líderes espirituais, esportistas, entre outros. Entre eles estão nomes como: Leonardo Boff, Letícia Sabatella, Monja Coen, Mário Sergio Cortella, Marcelo Gleiser, Rubem Alves, entre outros. Como todos podem imaginar, tantas pessoas respondendo perguntas como estas,  torna-se impossível achar apenas uma linha de raciocínio, um único ponto de vista.  São perguntas tão particulares, tão fortes, que não seria possível encontrar apenas uma resposta para elas.

    No meio de tantos nomes fortes e conhecidos, no meio de tantos especialistas no assunto, senti necessidade de conhecer depoimentos de pessoas desconhecidas, comuns. Gente de outras classes sociais, que enfrentam preconceitos raciais, dificuldades financeiras… Mas, que não deixam felicidade de lado. Entretanto, o documentário cumpre com o que foi proposto. Faz com que você sinta vontade de pausá-lo apenas para pensar no que um dos entrevistados disse. Faz com que você queira prestar mais atenção nas coisas simples da vida. Com perguntas que tratam sobre a existência do ser humano, poderia ter se tornado algo maçante, como vários livros de autoajuda. Porém, o documentário só te faz querer viver mais e ser feliz com menos.

Quem se interessar em ver, pode clicar aqui, para ver no youtube. Ou baixar no site oficial do documentário, aqui.

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: