Li, Gostei, Resenhei

Dias Perfeitos – Raphael Montes

4 de setembro de 2017

Autor: Raphael Montes;
Editora: Companhia das Letras;
Páginas: 280;
Ano: 2014;
Sinopse: Téo é um solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e examinar cadáveres nas aulas de anatomia. Durante uma festa, ele conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. Ela está escrevendo um road movie sobre três amigas que viajam em busca de novas experiências. Obcecado por Clarice, Téo quer dissecar a rebeldia daquela menina. Começa, então, uma aproximação doentia que o leva a tomar uma atitude extrema. Passando por cenários oníricos, que incluem um chalé em Teresópolis e uma praia deserta em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita, repleta de tortura psicológica e sordidez. Dias perfeitos é uma história de amor, sequestro e obsessão. (Skoob)

Dias perfeitos é um thriller psicológico bem pesado. É o tipo de livro que a gente começa e não quer parar mais de ler, enquanto não acaba. A história gira em torno de Téo, um estudante de medicina, machista, meio isolado, que nunca tinha se apaixonado. Um dia, o rapaz conhece Clarice, uma menina bem mente aberta. Ela tem sérios problemas de relação com os pais opressores, gosta de sair, beber e fumar. É bissexual, popular e feminista. Téo fica completamente obcecado por ela, a segue na saída de uma festa e a salva de uma situação complicada. O que lhe dá a chance de acompanhar Clarice até em casa.

Ele sabe que ela vai viajar para o interior e, aproveitando a oportunidade, coloca a moça em uma mala e a sequestra. Juntos eles vão passar um tempo em uma pousada, simulando para a família dela que nada de errado estava acontecendo. A partir daí, começa uma sessão de horror. Téo começa um relacionamento super abusivo e violento com a Clarice. Além de conseguir enganar todos ao redor.

O cenário e os personagens são muito bem construídos, a narração fluí muito bem. Sabe quando você vê um filme de suspense e fica agoniado, querendo gritar com os personagens? Tipo: PERCEBAM O QUE ESTÁ BEM AÍ NA CARA DE VOCÊS! É bem isso que a gente sente com o livro Dias Perfeitos. Um misto de angustia, desprezo, agonia, desespero. O desfecho me surpreendeu bastante e eu gostei do fato de o livro ser mais focado no abuso psicológico, do que na investigação da história toda. Vi várias pessoas falando que não gostaram do desfecho por que faltou investigação da polícia, mas achei o livro bem real nesse ponto.

Raphael Montes é um autor incrivel! 

Eu sou fã da escrita do Raphael Montes desde que eu li seu primeiro livro, Suicidas. Foi perceptível o quanto o autor evoluiu de um livro para o outro. Foi MUITO BOM ver ele melhorando cada vez mais. Não temos um autor brasileiro tão reconhecido nesse gênero. Eu fico boba de ver o quanto ele é novinho e o quanto a escrita dele é bem trabalhada. Vamos enaltecer esse autor maravilhoso!  De todos os livros lançados por ele, só não li o Jantar Secreto ainda. Dias Perfeitos, assim como todos os outros, esta mais do que recomendado. 

Raphael, lança mais livros, por que ainda tá pouco! <3 

Já leu algum livro do Raphael? Qual é o seu preferido? Conta aí nos comentários! 

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: