Li, Gostei, Resenhei

Bruxos e Bruxas – James Patterson

8 de junho de 2015

Foto do livro Bruxos e BruxasLivro: Bruxos e Bruxas;
Autor: James Patterson;
Editora: Novo Conceito;
Páginas: 224;
Sinopse: Bruxos e Bruxas – É como entrar em um pesadelo. Do nada, você é retirado de sua casa, preso, e acusado de bruxaria. Parece século 17, mas é o governo da Nova Ordem, e está acontecendo agora! Sob a ideologia da Nova Ordem, O Único Que É O Único mantém seu poder à força, sem música, nem internet, nem livros, arte ou beleza. E ter menos de 18 anos já é motivo suficiente para que você seja suspeito de conspiração. Os irmãos Allgood estão encarcerados nesse pesadelo e, para escapar desse mundo de opressão e medo, terão que contar um com o outro e aprender a usar a magia. Do autor best-seller James Patterson, Bruxos e Bruxas é uma saga para se ler… antes que seja tarde. (Skoob)

“Quando foi a última vez que você olhou de verdade nos olhos dos seus pais? Aposto que nem se lembra. Tipo, desde que você era um bebê e ficava arregalando os olhos para a sua mãe. Bom, não fique surpreso ao ver o que acontece quando você entra nesse território. É meio assustador, na verdade, mas de um jeito legal. Não vou falar mais nada. Tente um dia.”

O livro não me prendeu nos primeiros 12 capítulos. Isso não é muita coisa, fique tranquilo e não vá julgando o livro antes de terminar de ler essa resenha. O livro é ótimo! E é surpreende como não caiu no clichê! Em meio a Harry Potter e tantas outras sagas em que o bem tem que vencer o mal, Bruxos e Bruxas trata tudo com muita simplicidade e de uma forma cômica muito gostosa de ler. O livro é narrado pelos dois personagens principais. Wisty e Whit, que são irmãos.

Cada capitulo é narrado por um deles, não necessariamente de forma intercalada. Os capítulos são curtos, em média, tem duas à três folhas só. Quando eles estão no mesmo ambiente, você sabe um pouco sobre cada ponto de vista. Quando eles estão em ambientes separados você tem a perspectiva de “ao mesmo tempo que isso ta acontecendo aqui, aquilo está acontecendo ali”. Em outras palavras, cada um narra sobre o que está se passando aonde estão, no mesmo momento, dando ao leitor um conhecimento maior sobre as diversas situações.

Sobre os narradores:

Wisty: É uma garota de 15 anos, mega bagunceira e esquentada. Nesse trecho, acho que ela se descreve muito bem. “Quando os guardas nos jogaram em uma sala com uma placa em que estava escrito “INTERROGATÓRIO”, eu estava prontinha para mostrar para O Único que Interroga por que é que eu tinha duas semanas de detenção disciplinar para cumprir na escola”.

Whit: É um garoto de quase 18 anos, que era um bom garoto, atleta, estudioso, educado e bom filho. Até sua namorada desaparecer e ele começar a beber muito.

No decorrer do livro você percebe o amadurecimento dos dois, aonde Whit tem que aprender a ser mais ativo e Wisty a ser menos cabeça quente, e juntos encontrarem um equilíbrio. Estou mega ansiosa para ler o resto da coleção. Foi uma surpresa ótima ler esse livro, por que eu tinha a imagem dos livros do James Patterson sempre nas prateleiras junto a nomes como Harlan Coben, ou seja, livros mais policiais. Amo livros policiais, mas a surpresa foi ver o livro do James Patterson em prateleiras mais “teens”, provavelmente não é o primeiro livro dele voltado para esse público, mas é o primeiro que eu vi/li. Leitura fácil, prende MUITO o leitor e ainda tem umas criticas sociais implícitas.  Em momentos me lembrou muito os relatos que lemos sobre a ditadura militar no Brasil. Recomendo fácil e já quero ler os outros livros da série.

Beijos e até a próxima!
Acompanhe o blog nas redes sociais: @blogremenor

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: