Li, Gostei, Resenhei

Li, gostei resenhei: Artemis Fowl.

21 de janeiro de 2013

Livro: Artemis Fowl, o menino prodígio do crime;
Autor: Eion Colfer;
Editora: Record;
Páginas: 288;
Sinopse: Artemis Fowl, um menino de doze anos, é um brilhante gênio do crime. Mas nem ele tem ideia do que pode acontecer ao sequestrar uma fada, a capitã Holly Short, da Unidade LEPrecon. Estes seres encantados não são aqueles dos contos de fadas. Estão armando e são perigosos. Artemis está confiante que pode vencê-los quando bem entender, mas eles pararam de jogar conforme as regras…

                                       

O livro é chamativo, a capa é toda brilhosa, parece ouro. Fora os símbolos da frente que desperta uma curiosidade maior. Porém quando nos damos ao trabalho de ler a sinopse de Artemis acabamos tendo a impressão errada. E apesar de no começo pensar ser um livro infantil e até meio bobo, eu amei e me surpreendi bastante. Para começar ele está longe de ser um livro infantil, a começar pelas palavras e linguagens utilizadas. É tão cheio de magia e encanto. Centauros, fadas, anões… Artemis é um gênio com apenas 12 anos. Nada o abala, não comete erros, não faz piadas, mas isso vai durar quanto tempo depois que ele se envolve com o “povo das fadas”? Porém, faz o estilo de vilão que é impossível de ser odiado. Tem senso de responsabilidade e pensa antes de fazer algo, “pesa” se sua próxima atitude é realmente necessária. E por ser apenas um menino de doze anos e agir como um adulto responsável torna-se apaixonante. Seus motivos tornam-se aceitáveis e seus dramas familiares são de partir o coração. A narrativa da história é ótima, bem pontuada e apesar dos momentos tensos, sempre tem algo divertido pra quebrar a tensão. Repete algumas situações dos dois pontos de vista, o de Artemis e sua equipe (constituída por Butler, seu segurança e Juliet, irmã de Butler.) e o do povo das fadas que está tentando resgatar a Holly. O rodapé vem com a história contada por um personagem em alfabeto gnomes, o que da uma característica realista e divertida pro livro.

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: