Li, Gostei, Resenhei

A Coroa – Kiera Cass

18 de dezembro de 2017

Autora: Kiera Cass;
Editora: Seguinte;
Páginas: 310;
Sinopse: Em A Herdeira, o universo de a Seleção entrou numa nova era. Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria seleção. Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… e agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil – e importante – do que esperava. America Singer e o Príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria seleção. (Skoob)

CONTÉM SPOILER DOS LIVROS ANTERIORES! 

Demorou, mas chegou o dia em que eu terminei de ler a coleção “A Seleção”. Para ser bem sincera, achei os dois últimos livros meio desnecessários para a coleção. Só que a saudade desses personagens era tanta, que não consegui fingir que os livros novos não existiam. A Coroa, é a continuação de A Herdeira. No livro anterior, descobrimos como estão todos, após 20 anos do fim de A escolha. Nele, tivemos a oportunidade de conhecer os filhos do nosso casal favorito. Principalmente, Eadlyn, a filha mais velha que está se preparando para ser rainha um dia. Só que, seus pais lhe influenciam a começar sua própria seleção e a garota vai ter que aprender a lidar com a situação. Confesso que reencontrar os personagens antigos, Maxon, America, Lucy, Aspen, é reconfortante e um dos principais pontos altos dos outros dois livros.

Eadlyn é uma personagem muito fechada e pouco carismática. Isso não muda em boa parte do segundo livro. Apesar disso, a menina é bem preocupada com a felicidade e o bem-estar das pessoas que ela ama, o que acaba conquistando a gente. Quem já acompanha a série, com certeza ama a America e Eadlyn é muito diferente da mãe em alguns aspectos. E, apesar de eu sentir muita falta de todo o desenrolar gostoso dos primeiros livros, acho que essa diferença toda entre elas é outro ponto positivo. Se ela fosse uma cópia da America e a relação dela com os selecionados fosse igual ao de Maxon com as meninas, tudo não passaria de uma cópia forçada e barata, né?

Encontrar um príncipe talvez suponha beijar muitos sapos. Ou enxotar muitos sapos da sua casa. Apaixonar-se talvez suponha mergulhar de cabeça naquilo com que você sempre sonhou. Ou molhar o dedo do pé em algo que você passou a vida inteira temendo. 

Em A Coroa, Eadlyn está tomando a frente do trono e chegando em um novo nível de maturidade. Ela começou a aprender mais com os erros e passou a desejar um relacionamento amoroso tão bom quanto o que os pais tem. Só que o livro inteiro é muito corrido e ela nunca tem tempo para cuidar da Seleção de verdade. Apesar de conseguir “pescar” quem vai ser o escolhido, não tem grandes cenas de amor e dedicação, como tinha entre America e Maxon, entende? O livro é bem mais voltado para as questões políticas. Eadlyn está mais focada na missão de futura rainha e de cuidar dos problemas de seu país. O que também é uma ótima questão para desenvolver, mas o livro não aprofunda nisso, por que ainda tem o objetivo de ser uma história leve…

Apesar de ter achado o livro corrido e meio sem romance (que é a categoria principal dele), eu amo a escrita da Kiera Cass e fiquei feliz por poder curtir essa família real mais um pouco. A autora faz com que a gente se apegue aos novos personagens, tanto quanto éramos apegados aos antigos. Incluindo a Eadlyn. E nos enche de amor com o desfecho um pouco improvável que o livro tem. A Seleção é uma de minhas coleções favoritas e vai deixar muitas saudades. Se você acompanha a série e é fã, a leitura é super válida, juro!

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui: